5.1.07

Assim

Desde sábado passado não pára de chover. Ok, dizer que não parou de chover é exagero, mas com exceção de curtos espaços de tempo sem chuva, não pára de chover mesmo. A gente já está sentindo falta de céu azul.

Para verão, é normal que chova tanto aqui em Pódecarda, mas não que faça frio. Não passamos dos 19ºC ainda.

Eu acho tudo ótimo: adoro chuva, acho lindo e aconchegante; adoro frio, estou saltitante por estar passando um verão tão tranqüilo ('cês precisam ver quando a neblina baixa por aqui, parece que a nuvem quer entrar em casa). Tirando desastres que o excesso de chuva pode provocar, ela é bastante boa, abastece as represas (Pódecarda tem represas independentes para abastecimento de água e produção de energia elétrica), deixa nossos jardins floridos e a mata preservada (já que nem com um coquetel molotov alguém poderia botar fogo na mata pócardense, tamanha umidade que temos enfrentado).

O único porém é este: umidade top. As roupas lavadas não secam, as que secam, mofam dentro dos armários, e por aí vai.

Ah, vejam que delícia: uma gripe agarrou em mim desde o dia 31. Se eu ganhasse R$1,00 por espirro que já dei, poderia já ter adquirido um carro. Sério, minha gente.

Só fico feliz por não ter de trabalhar por isso: posso acalentar minha gripe por tooodo o tempo do mundo, esperando que ela se canse de mim e vá, finalmente, embora.

[Trilha sonora? Under the weather, de Kt tunstall.]

2 comentários:

Genesia disse...

Concordo Carol! Como é bom sentir esse friozinho em Janeiro, não suporto ficar melando.
Beijim

Gal disse...

Oi Carol!
Por aqui o sol saiu hoje e as minhas gatinhas aproveitaram e foram tirar o mofo! O pior é que a umidade é tanta que até os papéis do meu escritório estão enrugados!

Beijinhos pra ti e um excelente 2007!